Qualificação Profissional Tecnológica em Manutenção e Gestão de Ativos Industriais

Qualificação Profissional Tecnológica em Manutenção e Gestão de Ativos Industriais

Turmas

A distância - AO VIVO
A distância - ONLINE

Objetivos

Desenvolver competências profissionais tecnológicas necessárias para ingressar no mercado de trabalho.

Programa

Carga Horária: 342h

Introdução à Gestão da Manutenção. Conceitos e Termos utilizados na Manutenção. Tipos de Manutenção: Corretiva, Preventiva e Preditiva. Endereçamento de máquinas, equipamentos e peças (etiqueta TAG). Geração, emissão e acompanhamento de ordens de serviço (OS). Criticidade dos equipamentos. Gestão da Lubrificação Industrial. Plano de manutenção. Plano mestre de manutenção. Controle de materiais. Curva da banheira. O que é o TPM. TPM pilares primários. OEE: overall Effect Equipment. Planilha OEE. TPM – pilares secundários. TPM – matriz de competência. LCC – life cicle cost. WCM: world class maintenance. Planilha 80/52. Tipos de manutenção. A Importância da Integração de Técnicas Preditivas. Indicadores e Índices; Conceitos e Definições; Uso De Indicadores Na Engenharia De Manutenção; Tipos De Indicadores.

Definição de PCM. Função do PCM no setor de manutenção. Geração, emissão e acompanhamento de planos de manutenção preventiva e preditiva. Alocação de recursos e priorização. Fluxograma de decisão para as atividades de manutenção industrial. Planejamento e programação de paradas de manutenção. Acompanhamento das atividades estipuladas na parada de manutenção. Reuniões e Relatórios gerenciais. Estratégias de gerenciamento na manutenção Lean. Ferramentas de suporte ao planejamento. Planejamento com fornecedores. Grandes paradas. Manutenções críticas.

Gestão de Ativos: O que é um ativo. Qual a função da “Gestão de ativos”. Como começar a gerir ativos de forma eficiente. O papel da tecnologia da gestão de ativos. Tendência da gestão de ativos no mundo. PAS 55 e ISO 55.000. Metodologias ágeis na gestão de ativos através da transformação digital. Inteligência artificial na Gestão de ativos. Métodos De Otimização Da Manutenção Industrial Aplicados na geração de valor. Gestão de ativos para indústria 4.0. Diferenças entre Gestão de ativos e Gestão da manutenção.

Conceituação e importância. Bombas e motores. Veículos industriais. Equipamentos de guindar e transportar. Ferramentas manuais. Ferramentas motorizadas. Vasos de pressão. Caldeiras. Equipamentos pneumáticos. Fornos. Compressores. Soldagem e corte. Equipamentos de processos industriais. Equipamentos e dispositivos elétricos. Sistema de proteção coletiva. Equipamentos de Proteção Individual – EPIs. Projeto de proteção de máquinas. Localização industrial. Arranjo físico. Edificações. Estruturas e superfícies de trabalho. Transporte, armazenagem e manuseio de materiais. Tanque, silos e tubulações. Cor, sinalização e rotulagem. Obras de construção, demolição e reformas. Área de utilidades. Manutenção preventiva e engenharia de segurança. Industria química e petroquímica.

O que é uma instalação industrial. Como é formada uma instalação industrial. Planejamento de instalação industrial. Planejamento da capacidade. Localização das empresas. Dimensionamento de fábrica. Layout (arranjo físico) de instalações. Ergonomia. Motores. Dimensionamento (Normas e simbologia) de instalações.

Energia, Conceitos e Definições.; Energia, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Balanço Energético Nacional. Geração Distribuída. Qualidade energia. Cogeração. Noções Básicas de Análise Econômica de Projetos de Eficiência Energética. Principais Causas do Desperdício de Energia. Melhoria da Eficiência Energética (Estudo de Caso). Manutenção de Motores CA. Manutenção de Motores CC. Manutenção de Painéis Elétricos. Manutenção de Transformadores (a Óleo, a Seco). Técnicas de Análise de Risco. Planejamento e Procedimentos técnicos.

Análise de soluções de problemas encontrados em sistemas mecânicos. Projeto de sistemas para atender a funções principais. Atendimento a Normas. Mecanismos de danos. Adequação ao uso. Fator de segurança, confiabilidade e probabilidade de falha. Exemplos envolvendo sistemas mecânicos tais como vasos de pressão, dutos e tubulações, máquinas de grande porte onshore e offshore. Vasos de Pressão, e equipamentos envolvendo Troca de Calor.

Princípios das máquinas de fluxo. Bombas centrífugas. Sistemas de bombeamento. Ventiladores. Sistemas de ventilação. Turbinas. Bombas de deslocamento.

O que a Automação oferece à Manutenção. Automação Industrial. Ferramentas de Automação p/ a Manutenção. Indústria 4.0. Indústria 4.0: contexto histórico. Ferramentas tecnológicas da indústria 4.0. Modelos da indústria 4.0. Manutenção e gestão na indústria 4.0.

Confiabilidade. Disponibilidade. Precisão. Exatidão. Tipos de Riscos (Contextuais / Organizacionais / Ambientais / Operacionais / Financeiros / Técnicos). Probabilidade de Falha. Incerteza. Risco. Ameaça. Oportunidade. Critérios (Probabilidade de Ocorrência/ Impacto/ Detectabilidade/ Urgência). Priorização (Matriz Probabilidade x Impacto). Importância do risco / Danos causados pelo risco / Magnitude do Risco / Probabilidade / Grandeza do Risco. Plano de Ação: Eliminar / Transferir / Mitigar / Tolerar. Método de Mosler. Métodos Indutivos / Métodos Dedutivos. Impacto.Planejamento. Premissas e Restrições das falhas e tratamentos. Mapeamento. Hazard and Operability Analysis – HAZOP. Failure Mode and Effects Analysis – FMEA. Análise da causa raiz. Confiabilidade e ferramentas quantitativas. RCM – Reliability Centered Maintenance. Critério de: Função / Substituição / Profundidade / Extensão / Agressão / Vulnerabilidade. Inteligência Artificial aplicada na Confiabilidade de Ativos. Confiabilidade Humana.

O que é um software para gerenciamento de manutenção? Quais as vantagens de usá-lo? Planejar e programar a manutenção preventiva. Gerenciamento das ordens de serviço com mais eficiência. Como fazer o gerenciamento do estoque de peças de reposição. Eliminando papel e com isso contribuindo para o meio ambiente. Como melhorar a produtividade com essa ferramenta. Reduzindo o tempo de inatividade e os custos de reparo. Aumento da segurança na utilização da ferramenta. Análise das questões centrais da organização (entrando no mundo 4.0). Garantir a conformidade com os padrões regulamentares (de olho nas auditorias). Redução de custos (hora extra principalmente).

Custo do ciclo de vida dos ativos físicos. LLC (Life Cycle Cost). Fases do ciclo de vida. Parâmetros quantitativos. Custos relacionados ao projeto, aquisição, operação, manutenção e desativação do ativo. Analise de Produtividade. Criação de uma gestão estratégica de custos. Comparação do custo do ciclo de vida de projetos alternativos. Considerar valor do dinheiro no tempo. Custo da não disponibilidade. Manutenção corretiva e custo de desmobilização.

Corrosão galvânica. Corrosão seletiva. Corrosão por pites e por frestas. Corrosão sob tensão e fragilização por hidrogênio, corrosão sob fadiga. Corrosão Inter granular. Corrosão atmosférica. Corrosão pelo solo. Corrosão no concreto. Aspectos gerais da proteção anticorrosiva. Proteção por revestimentos metálicos e por revestimentos orgânicos. Proteção por revestimentos metálicos e por revestimentos orgânicos. Inibidores de corrosão. Proteção catódica. Tratamento de superfícies. Pintura e revestimentos.

Pintura. Tintas Anti-incrustantes. Removendo a Pintura. Absorção de Água. Tratamento conveses e estruturas.

Introdução à Administração de Projetos: Conceitos e definições; Ciclo de vida de projetos. Introdução às áreas do conhecimento; Introdução aos processos de gerenciamento de projetos; Estruturas organizacionais para projetos; Gestão de programas e o escritório de projetos. Processos do Gerenciamento de Projetos: Processo de iniciação e geração do Termo de Abertura do Projeto (TAP); Planejamento e geração do Plano de Gerenciamento de Projetos (PGP); Processo de execução; Processo de monitoração e controle e das mudanças do projeto; Encerramento do projeto ou da fase do projeto; Gerenciamento de projetos interdependentes. Áreas do Conhecimento para Gestão de Projetos: Gestão da Integração; Gestão do Escopo; Gestão dos Prazos; Gestão dos Custos; Gestão da Qualidade; Gestão de Recursos; Gestão da Comunicação; Gestão de Riscos; Gestão das Aquisições e Contratos; Gestão de Partes Interessadas (Stakeholders).

Gerenciamento da Qualidade Total; Ferramentas e Métodos para Melhoria da Qualidade; Programas de Qualidade e Produtividade: Gerenciamento pelas Diretrizes, Gerenciamento de Rotinas, 5S, PDCA. Ação Gerencial / 5W1H – Padronização. Identificar os indicadores de desempenho relacionados com as atividades de rotina ou operacionais de cada cargo/função/pessoa. Atender às necessidades dos clientes/usuários. Transformar indicadores subjetivos em algo mensurável; Especificações.

Modos de falha em materiais. Mecânica da Fratura Elástica Linear. Fator de intensidade de tensão. Tenacidade à fratura de materiais (KIc). Fadiga. Resistência à fadiga dos metais. Resistência à fadiga de componentes mecânicos. Propagação de trincas de fadiga. Desgaste. Falhas por fadiga superficial. NR 13 – Caldeiras, Vasos de Pressão e Tubulações.

Certificação

Ao concluir o curso, com aproveitamento mínimo exigido, o aluno receberá Certificado de Conclusão de Curso de Qualificação Profissional Tecnológica, emitido pelo Instituto de Pesquisa, Educação e Tecnologia

Documentação necessária

  • Identidade e CPF

  • Certidão de nascimento ou casamento

  • Comprovante de Residência

Qualificação Profissional Tecnológica em Manutenção e Gestão de Ativos Industriais

  • 20x de R$ 568,38 * Mensalidade até o dia 10
  • Taxa de matrícula: R$ 100,00 Mensalidade sem desconto: R$ 631,53
  • *Desconto de 10% para pagamento efetuado até o dia 10 de cada mês.
    Para pagamento à vista: desconto de 20% no valor total do curso.